Desde o mês passado que estou querendo fazer esse post, mas com a correria do dia a dia com faculdade, curso, provas e afins, acabei adiando, adiando e não postei. Mas a ideia de fazer um post sobre minhas comprinhas fashion do mês passado é exatamente para tirar a ideia que muitas meninas ainda tem, de que não dá pra se vestir bem com peças de lojas desconhecidas e até mesmo de quem vende roupas (as tais sacoleiras), eu sou prova disso, de que é possível sim se vestir bem e encontrar peças lindas e usáveis com lojas não tão famosas.

  As peças que comprei no mês passados são todas de uma moça que vende roupa no trabalho da minha mãe, e um único vestido que foi a minha paixão de todas que foi em uma loja de shopping que tenho amado cada vez mais as peças de lá.


  
  Esse vestido foi um super achado que encontrei em uma feira que aconteceu aqui em Natal, de várias marcas com vários Estados presente. Adorei a modelagem dele, mais justa na parte da cintura e a saia um pouco mais rodada. O decote dele é em V e as alças ficam um tanto caídas nos ombros, mais não muito. (Esse vestido me lembrou bastante dos vestidos da Avohai). 

 Paguei apenas 20 reais por ele. Não tem quem diga né? o tecido e acabamento é ótimo.



  Esse é o tipo de vestido que você olha e não dá nada por ele, que vai achar folgado demais ou justo demais. Assim que olhei não fui muito com a cara, achando que ia ficar curto e que essa transparência toda não iria ficar legal. Mas me enganei, por isso meninas vistam a peça, a imagem que a gente tem só olhando nem sempre é a mesma que fica quando a gente está com a peça no corpo. 

  O vestido ficou certinho no corpo, 4 dedos acima do joelho e a transparência a gente só percebe mesmo nas mangas, no colo e nas costas, já que vem com esse vestidinho por dentro, que pode ser trocado por outras cores, são duas peças em uma na verdade, porém soltas.

 Ah, ele é um mullet super, super discreto.


  Outro vestido também que achei que ia ficar estranho, já que ele é bem soltinho. A estampa é linda, o corte nas costas fica muito perfeito (porém terei que mandar apertar um pouco a alça), o tecido dele é super gostosinho, sem contar no detalhe do couro. Como ele é mais soltinho, da vez que usei eu coloquei um cinto fininho só pra marcar um pouco mais a cintura.

  O tamanho dele não é tão curto como parece na foto, mas todos os meus vestidos são sempre 4 dedos acima do meu joelho, nunca mais que isso e nem mesmo. Todos tem o mesmo tamanho.



  Uma peça que sou super difícil de comprar são blusas, acho que pelo o costume de eu sempre usar vestidos e sempre acho que vestido deixa a mulher mais arrumada e também pela praticidade e talvez preguiça de tá sempre procurando duas peças onde eu posso encontrar em uma só.

  Mas não pude resistir a essa blusinha, super fresquinha, o detalhe com tachas, e a cor coral que tanto amo. Ela tem uma leve transparência e os botões são tipo tachinhas arredondadas.


  E como amo casaquinhos e cardigãs, não poderia ficar sem. Estava querendo a um tempo um cardigã mesmo nesse tom de rosa mais clarinho de tecido mais grossinho. 

 Já o listrado, porque estava querendo um mais compridinho de tecido mais leve que eu pudesse usar normalmente no dia a dia sem passar muito calor.



  A minha paixão de todas as compras, foi amor á primeira vista pode ter certeza. Sou do tipo que se olha para uma peça e me encanto eu não consigo mais querer saber de nenhuma outra. Esse eu comprei na Luigi Bertolli do Natal shopping, o único problema lá da loja é que a modelagem feminina é sempre maior que o seu número. Se você veste 36, lá você vestirá peças 38 e assim sucessivamente.

  Comprei a 40 e terei que apertar nas alças e um pouco na lateral. Ele vestiu super bem, parecendo vestido de boneca. Paguei 149,00

  Então é isso meninas, não se prendam muito a marcas (se prendam se quiser), mas se permitam conhecer novas lojas não tão conhecidas, até mesmo se permitam a conhecer lojas conhecidas que vocês nunca entraram... Acho que vale entrar e sair de loja, olhar preço, peças, modelagens. Vale a pesquisa e o investimento.